12 de ago de 2008

Ô saudade

Já ouviu falar em saudade?
Pois é, isso sim, dói de verdade!
Saudade das pessoas queridas, de lugares, de momentos vividos, de dias, de vistas, de sons, dos cheiros, dos gostos, de tudo que faz tanta falta e que só agora eu percebo...
E todas essas coisas tão significantes não voltam mais, o que fica, é só lembrança, lembranças que trazem arrependimentos de não ter vivido tudo isso um pouco mais, de não ter aproveitado um pouco mais o que hoje me faz sentir tanta saudade...
Só me resta agora, aproveitar um pouco mais do que ainda vou viver, pra depois, não arrepender!

2 comentários:

Tânia disse...

Pense bem: você sente saudade daquela topada que deixou seu dedo roxinho? E de levar uma bela bronca? E daquela chamada oral justamente no dia em que você não sabia nadinha? Duvido que tenha saudade dessas coisas, melhor esquecer, né? Pois é...

Gi, querida, continuo pensando sempre da mesma forma: a gente só sente saudade do que foi bom. E se foi bom, nunca será triste. Que beleza é ter um montão de coisas boas pra recordar!

Beijoca!

KATARINA disse...

Tânia, estou encantada com tudo que li em seu blog, e o melhor, o que consegui captar para a minha vida no sentido de ser e de se tornar melhor...adorei a diferença do cafajeste para o canalha....muito legal mesmo!!! parabéns....katarina